Recomendações WIT: Big Little Lies

Foto 1

Big Little Lies é uma série sobre empoderamento feminino e sororidade desde a sua concepção. A atriz Reese Witherspoon – vencedora do Oscar por Johnny e June – se viu em uma encruzilhada no mundo do entretenimento por não conseguir identificar papéis que, na sua opinião, retratassem mulheres de forma interessante, inteligente e com a devida profundidade. Ao ter conhecimento de que os direitos autorais do romance “Big Little Lies”, da autora australiana Liane Moriarty, seriam cedidos, a atriz convidou Nicole Kidman a ajudá-la na missão de conseguir que a obra fosse adaptada para a televisão por meio de sua produtora, Pacific Standard. Assim, nasceu uma das séries norte-americanas mais premiadas de 2017.

Big Little Lies retrata, ao longo de sete episódios da primeira (e até então, única) temporada, as relações complicadas de cinco mulheres conectadas por meio de seus filhos. A temporada tem início em uma festa, onde ocorre um assassinato. Entre flashbacks e depoimentos dos convidados, a história se inicia com a chegada de Jane Chapman (Shailene Woodley) no condado de Monterey, em busca de educação pública de qualidade para seu filho Ziggy (Iain Armitage). Logo no primeiro episódio, ela conhece Madeline (Reese Witherspoon) – a mãe da descolada Chloe (Darby Camp) e da controversa Abigail (Kathryn Newton) – e sua melhor amiga, Celeste (Nicole Kidman). A data é marcada pelo primeiro dia de aula na escola, quando a Amabella (Ivy George), filha da empresária Renata (Laura Dern), é agredida por um de seus colegas de classe.

Foto 2

Aos poucos, são revelados os problemas enfrentados por cada uma dessas mulheres no dia-a-dia. Da relação complicada de Madeline com a filha adolescente e com a nova esposa do ex-marido, à adaptação à vida nova da “outsider” Jane, a mãe solteira de condição financeira difícil, em contraste à vida supostamente perfeita de Celeste – talvez a personagem mais realista da trama.

Casada com Perry (Alexander Skarsgard), Celeste abandonou sua carreira como advogada para se dedicar à maternidade. O casal representa o poder em sua totalidade: são ricos, bonitos e vivem um casamento intenso. Na intimidade, revela-se que há um grau de intensidade para o bem e para o mal.

Vencedora de oito Emmys e quatro Globos de Ouro em 2017, a série da HBO ultrapassa seu elenco genial – que inclui excelentes atores e atrizes mirins– e se aprofunda em histórias que poderiam, facilmente, ser baseadas em fatos. Mais do que isso, explora o conflito vivido por mulheres ao tentarem conciliar todos os aspectos da vida que lhes são exigidos, mostrando as nuances de cada personagem da trama.

Por meio de uma história rica, temas relevantes como abuso, poder, violência, aparência e traição são explorados. Mais que isso, trata-se de uma série sobre a importância da amizade entre mulheres, da empatia para lidar cada qual com seu “grande pequeno segredo.

Se tudo isso não for suficiente, talvez a trilha sonora te convença a dar a essa história uma chance.

De autoria de Bruna Ribeiro


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s